Numa mesma estrada...caminhares!

domingo, 10 de janeiro de 2010

Um caminho de subidas…

Lutava firme e sabia ir em busca dos seus sonhos....Pés no chão, sem medo de novas descobertas, tinha sempre o topo como meta e era rica em potencialidades, cheia de boas ambições. Sonhava bem alto ...desejava bem alto...subia bem alto...cada vez mais alto.

É que tinha um olhar de arvore! 

Erikah Azzevedo

olhararv

"Eles não sabem que o sonho
é uma constante da vida
tão concreta e definida
como outra coisa qualquer,
como esta pedra cinzenta
em que me sento e descanso,
como este ribeiro manso,
em serenos sobressaltos
como estes pinheiros altos
que em verde e ouro se agitam(...)"

Antonio Gedeão, in pedra filosofal

Às vezes, quero ser o mundo inteiro. e ter pássaros a dormir nas minhas mãos. levantar o corpo nascido árvore. Estarrecer o chão. abrir braços sísmicos. Com frutos pendentes. quase-pérolas. Flores por acontecer. E, às vezes, fecho os olhos às vertigens dos meus sonhos. Enrosco-me na realidade. Às vezes, há um vórtice de paz. E procuro no mundo a loucura profunda de ser simples. O assombro dos dias claros. Do lado avesso do mundo, o coração descompassado. E, às vezes, só às vezes, quero ser tudo de novo. Para então adormecer

[Desconheço autoria :( ]

6458875

Seu jeito de raiz a prendia a terra … aprofundava, enraizava
 - era a sua força -
O que determinava o seu querer de vôo ,
o que sustentava o seu poder de céu...
Pra baixo e pra cima... lá ia a menina
Crescer para todos os lados era a sua medida.

... Erikah Azzevedo...

2 comentários:

  1. Que palavras lindas, querida




    "Saudade é ser depois de ter"


    Um beijo, linda =*

    ResponderExcluir
  2. saudade sente quem se deixa cativar...

    beijos!

    ResponderExcluir

Palavreia aqui você também!
Faça-se palavra!