Numa mesma estrada...caminhares!

sábado, 17 de julho de 2010

Somos singulares, sobrevivente de plurais....


siege4


Todo
eu

precisa
ser
conjugado
no
nós...

.
.
Não
existe

um
ser

humano
sem

toda
uma
humanidade
por
trás.
.
.
Somos um mundo,
                        somos muitos 
                                          
...e todos juntos.
.
.
Somos coletivos!
.
.
Singulares
sobrevivendo
de
plurais.
TheGraduate2
…Erikah Azzevedo…

Fotos: Misha Godin

33 comentários:

  1. Todo
    eu
    precisa
    ser
    conjugado
    no
    nós...


    Não
    existe
    um
    ser
    humano
    sem
    toda
    uma
    humanidade
    por
    trás.


    Somos um mundo,
    somos muitos
    ...e todos juntos.


    Somos coletivos!


    Singulares
    sobrevivendo
    de
    plurais.


    …Erikah Azzevedo…

    ResponderExcluir
  2. Realmente minha querida ErikaH, não somos nada sozinhos.

    Beijos de um bom final de semana pra você.

    ResponderExcluir
  3. só por ser somos, já soa no plural...


    beijo!

    ResponderExcluir
  4. Que lindo Erikah.
    Realmente, somos o que sózinhos?
    Digo em todos os sentidos, ou quase todos.

    Perfeito.

    Eu gosto de passar aqui!

    Uma beijoka!

    ResponderExcluir
  5. Genial! Muito bom mesmo!
    E é a pura verdade!
    Somos plurais, coletivos, (des)unidos e, ultimamente, tão (des)umanos...

    Gostei muito!
    Um beijo!

    ResponderExcluir
  6. Não somos nada sozinhos, precisamos do outro para tudo, ou quase tudo...


    Bjos Erikah e muito obrigado pela visita e comentário em meu blog e principalmente por se tornar "seguir" parte dele.

    Mah

    ResponderExcluir
  7. Lindo querida.
    Suas palavras me deixam mais perto de você.
    Beijo
    Denise

    ResponderExcluir
  8. Largar as pessoas que eu amo ñ me faz bem ñ.
    Voltei,os incomodados q se retirem.
    Me perdoe, eu postei aquilo no calor da emoção,foi infantilidade.
    Beijos minha flor.

    ResponderExcluir
  9. A mais pura verdade! Por mais que nos achemos auto suficientes, nada somos sem o próximo! Precisamos estar de mãos dadas para seguirmos em frente!!! =)
    Obrigada por deixar um de seusn escritos em meus recados! Adorei =*

    ResponderExcluir
  10. "Singulares
    sobrevivendo
    de
    plurais. "

    Ê coisa linda.
    Sábia!

    ResponderExcluir
  11. q texto brilhante!

    Deixei um mimo p ti em meu blog...bjs

    ResponderExcluir
  12. Não somos ilhas para vivermos isolados e cercados do nada,,precisamos de calor humano,,,afeto,,,amor....beijos de linda semana pra ti.

    ResponderExcluir
  13. Tem selinho pra você lá no blog.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  14. Esse lindo poema diz que amanhã será outro dia. Somos muitos, somos múltiplos.

    BeijooO

    ResponderExcluir
  15. Tudo no plural fica mais facil :D

    ResponderExcluir
  16. Como é sábia esta moça..
    e como me faz bem ler-te!
    Beijo meu'

    Callie

    ResponderExcluir
  17. Olá Erikah tudo bem?..

    Que belo post este amiga onde reflecte bem a conjugação de nossa existência neste mundo tão atribulado que atravessamos.

    Existe um verbo que diz:

    Nunca se possa dizer que desta água não beberei!..

    Isto reflecte o mote a que se refere este teu tão elucidativo texto.

    Imagens de boa escolha que enriquece ainda mais este post tão fluído e tão correcto.

    Parabéns amiga.

    Bjos, felicidades e bom início de semana.

    ResponderExcluir
  18. Gosto de ser eu, gosto de ser nós...sozinho ninguém está, mas momentos exclusivos de "eu" todo mundo precisa.

    * Que imagens bonitas, dignas do teu texto tão lindo!

    Beijos, querida!

    ℓυηα

    ResponderExcluir
  19. Em poucas palavras, traduziu algo MARAVILHOSO
    Amei

    Bjs Mandy
    se pder visite meu blog

    ResponderExcluir
  20. Caramba,que espetáculo!Costumo dizer que vejo o "outro" como extensão minha. Temos muita gente dentro de nós. Para fazer o "nós" claro que primeiro precisamos viver o "eu". Singular e plural podem conviver pacificamente. Puxa vida, obrigada pelo comentário. As lembranças da infância nos remetem a um tempo em que a expontaneidade andava de mãos dadas com a pureza. Obrigada pelo carinho,saiba que a recíproca é verdadeira. Sou tua fã também. Montão de bjs e abraços e uma excelente semana

    ResponderExcluir
  21. Erikah.
    Você confirma em todos os teus versos aquilo que escreveu Jorge Luis Borges:
    "O poeta,igual ao cego,vê nas sombras"
    Bjosss...menina.
    Barthes.

    ResponderExcluir
  22. Eu gosto muito do coletivo, uma construção que envolve muitos, todos os possíveis, se possível. Mas também necessito da minha sozinhez para perceber a necessidade do plural

    Um beijo, carinho e obrigada pela sua delicadeza no Canto, volte sempre, será um prazer recebê-la!

    Ótima semana!!

    ;)

    ResponderExcluir
  23. "Singulares
    sobrevivendo
    de
    plurais."
    Precisava ser dito. em poesia, então... lindo

    ResponderExcluir
  24. É verdade, Erikah.. Somos singulares, somos únicos, mas impossível sermos sozinhos, carregamos sim, uma multidão por trás. que torna nossa vida muito mais colorida e com mais sentido!

    Lindo o que você escreveu!

    Bju, querida :*

    ResponderExcluir
  25. O que me salva da sociedade
    E deixar de lado a verdade
    È não me prender a vaidade
    E mesmo só
    Reatar os nós
    QUe até o pó
    Vive em meio à poeira
    Então seria besteira
    De dar dó
    Fazer fé que seja derradeira
    Toda e qualquer saudade
    Nessa vida de perpétua metade...

    ResponderExcluir
  26. Todos somos uno... sin duda... saludos de Chipato... linda semana... 4s

    ResponderExcluir
  27. Porque não somos 'ilha' para vivermos sozinhos. Ah, porque todos somos um, realmente.


    Sempre demais, Erikinha!


    Beijos

    ResponderExcluir
  28. E por isso eu vim, pra ser nós, não a sós.

    Beijoca bem boa, com pipoca!

    Ps: Adorei o visual novo!!

    ResponderExcluir
  29. É estranho perceber a verdade de que só existe a individualidade se houver uma coletividade. O ser humano é amplo demais para guardar tudo em si, como se precisasse de recipientes diferentes e fossemos guardando uns nos outros nossas particularidades!

    Beijos em vc, doce!

    ResponderExcluir

Palavreia aqui você também!
Faça-se palavra!